Buquê de Peônias

Buquê de Peônias: O Sonho de Toda Noiva

Você já deve ter visto em filmes, seriados ou inspirações da internet, o aclamado Buquê de Peônias.

A peônia é de origem chinesa e tem como significado: Sinceridadefelicidadecasamento ideal e vida feliz –Você pode conferir mais flores e seus significados no Post Qual a flor ideal para o meu buquê? – É uma flor extremamente sofisticada e de aparência nobre, que fica linda nos buquês de noiva e é reconhecida pelo seu formato “repolhudinho”, cheio de camadas, podendo chegar até 60 camadas de pétalas em uma única flor.

Existem dezenas de espécies e cores de Peônias diferentes ao redor do mundo, o que a faz ser única para cada noiva. Porém, embora seja linda e encantadora, muitas vezes essa flor fica guardada no sonhos das noivinhas, já que é um tipo raro de encontrar.

Se você sentiu o seu coração bater mais forte no instante em que viu o buque de peônias, isso significa que você encontrou o seu buquê de noiva ideal! Mas, antes de sair correndo comprar o seu, é importante estar ciente de todos os prós e contras dessa flor maravilhosa.

Para te ajudar nessa missão, conversamos com o designer de buquês de noiva Orlando Quintale, que deu dicas para você acertar no modelo ideal! Confira!

Peônias nos Casamentos

Você sabia que a peônia é mais indicada para determinados estilos de casamento? E que dependendo do local, ou data que for a cerimônia, você não conseguirá encontrar peônias intactas e “saudáveis”?

Tudo porque essa é uma flor delicada, que não aguenta altas temperaturas e costuma estragar com muita facilidade. Então, se você está planejando um casamento ao ar livre, com o dia bem ensolarado, é melhor evitar as peônias e investir em flores mais resistentes.

Casamento

A palavra casamento é derivada de “casa“, enquanto que matrimonio tem origem no radical mater (“mãe“) seguindo o mesmo modelo lexical de “patrimônio“. Também pode ser do latim medieval casamentu: Ato solene de união entre duas pessoas, capazes e habilitadas, com legitimação religiosa e/ou civil.

E é, principalmente, um vínculo estabelecido entre duas pessoas, mediante o reconhecimento governamental, cultural, religioso ou social e que pressupõe uma relação interpessoal de intimidade cuja representação é a coabitação, embora possa ser visto por muitos como um contrato. Na legislação brasileira, admite-se que o casamento é, ao mesmo tempo, contrato e instituição social, pois apesar de possuir a forma de um contrato (sendo na verdade bem mais que um mero contrato), este possui conteúdo de instituição, visto que é regulado pelo Código Civil Brasileiro de 10 de janeiro de 2002 (a partir do art.1.511).

As pessoas casam-se por várias razões, mas normalmente fazem-no para dar visibilidade à sua relação afetiva, para buscar estabilidade econômica e social, para formar famíliaprocriar e educar seus filhos, legitimar o relacionamento sexual ou para obter direitos como nacionalidade.

Um casamento é frequentemente iniciado pela celebração de uma boda, que pode ser oficiada por um ministro religioso (padrerabinopastor), por um oficial do registro civil(normalmente juiz de casamentos) ou por um indivíduo que goza da confiança das duas pessoas que pretendem unir-se.

Em direito, é chamado “cônjuge” às pessoas que fazem parte de um casamento. O termo é neutro e pode se referir a homens e mulheres, sem distinção entre os sexos.

Mais sobre como preparar um casamento,  vocês podem obter no :   http://zip.net/bktc9d